Notícias

Campeonato de futebol com migrantes e refugiados fortalece integração social

Pernambuco – O esporte é uma ferramenta importante para integração social, além de ser um incentivo à cultura e ao lazer. Por esse motivo, foi realizada a Copa Pernambucana dos Migrantes e Refugiados, no Recife (PE). O torneio, promovido no último domingo (11) no campo da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), consistiu em três jogos com as equipes dos países de Angola, Benin e Venezuela.

Com o objetivo de promover a integração sociocultural dos migrantes e refugiados residentes em Pernambuco. além dos jogos, também foram realizados ciclos de palestras, apresentações culturais, exposições e venda de comidas típicas. A Copa Pernambucana dos Migrantes e Refugiados teve o apoio da Organização Internacional das Migrações (OIM), da Defensoria Pública da União (DPU), do Tribunal de Justiça de Pernambuco e outros órgãos.

O defensor regional de direitos humanos em Pernambuco, André Carneiro, explica que “não é só futebol. Eventos como esse servem para integração de migrantes e refugiados com a comunidade local. Concretizamos, assim, o direito ao lazer, à cultura e ao esporte. O campeonato de futebol foi acompanhado de debates sobre a situação de migrantes no país e de feira com produtos elaborados por eles próprios”.

O clima de Copa do Mundo corroborou para a promoção do torneio e fortaleceu as ações do Dia Internacional dos Direitos Humanos, celebrado em 10 de dezembro. O evento foi aberto ao público.

Assessoria de Comunicação Social
Defensoria Pública da União